logo
Contato | Sobre...        
rebarba rebarba

Rodrigo Strauss :: Blog

follow us in feedly

Proposta aos favoráveis à regulamentação da profissão de Analista de Sistemas

Li recentemente uma pesquisa que diz que a maioria dos profissionais da área são a favor da regulamentação da profissão de analista de sistemas. Eu, sendo um cara otimista e de boa fé, me acalmo pensando que esse número é grande por pura desinformação.

De qualquer forma, ao invés de simplesmente debater com argumentos, coisa que já fiz bastante, deixo aqui uma proposta:

Concorda que só pessoas com formação acadêmica na área de TI possam fazer sistemas?
Comece desinstalando da sua máquina todos os programas feitos por programadores não formados.

Fechado? Não esqueça de desinstalar o sistema operacional também.

Argumente a vontade na área de comentários, acho que esse assunto precisa ser mais discutido. Mas lembre-se que sou formado em Ciências da Computação e acho que uma faculdade ajuda bastante na formação profissional. O resto dos argumentos já coloquei em outro post.

Em 09/08/2012 17:15, por Rodrigo Strauss


  
 
 
Comentários
Alexandre | em 09/08/2012 | #
É isso aí, Rodrigo. Faculdade não deve ser sinônimo de reserva de mercado. Regulamentações e restrições artificiais servem apenas para proteger os profissionais ruins.

Alexandre, economista e programador.
Rodrigo Strauss | website | e-mail | em 09/08/2012 | #
Eu nem entro no mérito de servir para proteger os profissionais ruins. Mas acredito que isso não ajuda o mercado em nada. Em todos os países do mundo (inclusive os EUA, que são os pais da informática), isso não existe. Qual o sentido de fazer isso por aqui?
ViniGodoy | website | em 09/08/2012 | #
Apoiado, até fiz um looongo post sobre isso:
http://vinigodoy.wordpress.com/2010/05/02/sobre-a-regulament...
Nelson H C Nepomuceno | website | e-mail | em 10/08/2012 | #
Não me importo muito com isso, pois aos bons profissionais não falta trabalho. Mas a nossa profissão deve ser tratada como as outras. Ou não?
Ao invés de regulamentar a profissão de Analista de Sistemas, porque não acabar com a regulamentação de todas as outras profissões?! Afinal, em qualquer profissão há maus profissionais credenciados e poderia haver bons profissionais autodidatas e experientes. Não é mesmo?!
Sugiro que entre no site http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/regulamentacao.jsf e veja quais profissões são regulamentadas.
Veja alguns exemplos: jogador de futebol, músico, cabeleireiro, enólogo, repentista.
Pergunta: já pensou nos riscos de contratar um repentista não regulamentado?!
Ah, mas medicina é diferente... fale isso para quem volta do hospital sem atendimento e depois é diagnosticado por um "vizinho famoso"; ou para aquele que recebeu diagnóstico errado de um médico que sequer olhou para a cara dele e escreveu a receita em 1 minuto.
Ah, mas e engenharia? E por acaso Thomas Edson era formado em engenharia?!
Nossa profissão precisa (ou não) de regulamentação tanto como as outras.
Rafael | website | em 10/08/2012 | #
Não entendo essa gurizada mais nova sendo a favor da regulamentação. Défict de profissionais enorme e tem gente querendo limitar ainda mais os habilitados a trabalhar.
Leandro | em 11/08/2012 | #
Pra que regulamentar, o próprio mercado já faz uma regulamentação, já filtra muita gente. Se o cara não é bom, logo vão perceber isso e tirar ele.
AD | em 19/08/2012 | #
Desculpe o off topic, mas qual Compilador ou IDE vc aconcelharia para programação em C++?

Belo post. :)
Ministro | em 24/10/2012 | #
Excelente!!!! Quem tem que decidir se alguém deve produzir ou não, é o mercado. Regulamentações só servem para proteger grupinhos. Quem tem que ser protegido é o consumidor,o livre mercado e o direito de escolha.

Parabéns pelo post.
Analfabeto | em 27/11/2012 | #
Podemos, também, fazer o inverso? Você não chega perto do que foi criado ou iniciado por acadêmicos?

Rodrigo Strauss | website | em 27/11/2012 | #
Por que? Eu nunca disse que sou contra acadêmicos ou contra pessoas formadas fazerem software. Isso seria estúpido e sem sentido.

Eu nunca disse que formação acadêmica não é importante. Ela é muito importante. Eu mesmo sou formado em Ciências da Computação.
Analfabeto | e-mail | em 28/11/2012 | #
Ok, Então
Vou desinstalar meus joguinhos de celular...
Rodrigo Strauss | website | em 28/11/2012 | #
A coisa é simples: todo mundo deve ter direito de fazer software, seja formado ou não, seja por hobby ou por profissão.
fabio aguiar | em 11/12/2012 | #
Me perdoem os que não procuraram ler a proposta de lei em questão. Nela está clara a informação de que o profissional que provar experiência tbm se enquadra. O que trata a lei não é impedir os não formados de trabalhar e sim daregulamentação da profissão. Isso significa que teremos força para brigarmospor piso salarial, regulamentação de direitos e deveres além de friar um órgão que afasteos MAUS PROFISSIONAIS para que a profissão seja mais valorizada. Uma pena que os brasileiros não se informem antes de discutirem sobre coisas tão importantes quanto suas próprias profissões.
Rodrigo Strauss | website | em 11/12/2012 | #
Fabio, isso não resolve nada. Isso só resolve quem está no mercado hoje. Daqui pra frente todo mundo vai precisar de diploma, e esse é o problema.
fabio | e-mail | em 26/06/2013 | #
Tarde mas,

Não há escolas suficientes para formar tais pessoas. Vai acontecer como na eletrônica: não há gente para trabalhar. Não há engenheiros para construir algo neste pais.
E Rodrigo seus argumentos foram excelentes se eu deixar o que foi feito por pessoas formadas não resta nada aqui.
Mesmo sendo formado sou contra tal medida. Não estou afim de pagar conselho algum que não serve para nada.
Alysson Bruno | website | e-mail | em 18/08/2014 | #
Olá Rodrigo,

Inicialmente gostaria de dizer que não consegui ler nenhum dos comentários dessa matéria (sei lá por que...).

Agora sobre Regular a profissão acho q você confundiu alhos com bugalhos. Regulamentar a profissão, ao contrário do que 99.999% das pessoas pensam, não é o mesmo que exigir diploma (uma coisa tosca de ser feita, veja minha opinião em: http://abruno.com/blog/cri-conselho-regional-de-informatica/), talvez você já saiba disso, mas vou explicar.

Imagine a profissão de Babá, ela não é regulamentada e nem exige curso superior. Se você precisa de uma babá, procurará no mercado de trabalho e irá contratar uma. Imagine a profissão de Corretor de Imóveis, ela é regulamentada e não exige um curso superior. Se você precisar de um corretor de imóveis terá que contratar um que seja inscrito no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis).

A grande pergunta é: precisamos de um CRI (Conselho Regional de Informática)? Eu digo NÃO!
Fabio | e-mail | em 27/02/2015 | #
Nos últimos anos tenho notado que os blogs de C/C++ br tem entrado em decadência, infelizmente... parece que existe uma lei de Moore pra programação também e já chegaram no gargalo ou é o mundo moderno mesmo com suas novas realidades mudando paradigmas?

Algo a dizer?
Nome:


Site:


E-mail:


Escreva o número vinte e seis:


 Não mostre meu e-mail no site, não serve pra nada mesmo...

Comentário





Os comentários devem ser sobre assuntos relativos ao post, eu provavelmente apagarei comentários totalmente offtopic. Se quiser me enviar uma mensagem, use o formulário de contato. E não esqueça: isso é um site pessoal e eu me reservo o direito de apagar qualquer comentário ofensivo ou inapropriado.
rebarba rebarba
  ::::