logo
Contato | Sobre...        
rebarba rebarba

Rodrigo Strauss :: Blog

follow us in feedly

Ode ao C++

Resolvi a uns dias atrás escrever um post sobre algo como "Por que C++?", e convidei meu amigo (e consultor particular em padrão C++) Wanderley Caloni Jr para ajudar. Não bastasse aceitar prontamente, ele também enviou-me um poético texto que rebatizei de "Ode ao C++":

/**
* @title Porque C++
* @author Wanderley Caloni Jr
* @date 31.01.2005
*/

É natural que um programador tenha preferência por uma linguagem.
Geralmente por motivos pessoais que se refletem nas características da
linguagem. Eu, por exemplo, tenho vários motivos para amar essa
linguagem:

Linguagem C. Todas as vantagens da linguagem C estão embutidas em C++.
E sem aquele papo erudito que deve-se programar em OO para ser C++.
Por ser multiparadigma, a linguagem também suporta o melhor da
programação procedural e estruturada.

Popularidade. C++ é o que há. Linguagem unânime e reconhecida no mundo
todo como de uso geral. Dificilmente você vai encontrar um algoritmo
que não tenha representação em C++.

Economia e Expressividade. Pode parecer bobagem, mas coisas como
operador de incremento e valor em todas expressões permite que se faça
muita coisa com poucas linhas. Isso a torna muito expressiva. Isso, em
outras palavras, quer dizer que você pode juntar várias expressões
numa só, e esse conjunto será também uma expressão.

Liberdade. Em C++ você é o culpado de virtualmente qualquer coisa de
bom e ruim que aconteça no seu programa, pois você tem que seguir
poucas regras e tem que ser responsável no que faz. C++ não te ajuda a
seguir um bom modelo de programação com restrições embutidas. Isso a
torna difícil para iniciantes, mas conforme aumenta a experiência,
maior o prazer em programar.

Portabilidade. A possibilidade de compilar e rodar o seu código em
vários ambientes - de compilação e execução - é uma característica
útil e agradável. No meu caso é só agradável, pois dificilmente faço
código portável, apesar das boas noções que tenho sobre o assunto. E
são essas boas noções que me permitem afirmar que C++ suporta muito
bem essa possibilidade.

Rapidez. Pode não ser importante em muitos casos, mas já é do instinto
do programador o desejo de eficiência no código. E nada como programar
numa linguagem extremamente eficiente em tempo de execução para se
sentir feliz de ver o código rodando.

Após ler esse texto, eu irei - emocionado - me dedicar a escrever um texto com a minha versão e minhas opiniões. E claro, colocarei também aquela "água mercadológica no feijão", para ajudar a esclarecer que a pergunta correta não é "Por que C++?" e sim "Por que algo que não C++?"


Em 03/02/2005 01:09, por Rodrigo Strauss


  
 
 
Comentários
Fabio Galuppo | website | em 08/02/2005 | #
Abstração e Templates - quantas soluções maravilhosas conseguimos com isto! Quem é "C++ aficcionado" sabe o que estou dizendo...
Algo a dizer?
Nome:


Site:


E-mail:


Escreva o número vinte e seis:


 Não mostre meu e-mail no site, não serve pra nada mesmo...

Comentário





Os comentários devem ser sobre assuntos relativos ao post, eu provavelmente apagarei comentários totalmente offtopic. Se quiser me enviar uma mensagem, use o formulário de contato. E não esqueça: isso é um site pessoal e eu me reservo o direito de apagar qualquer comentário ofensivo ou inapropriado.
rebarba rebarba
  ::::