logo
Contato | Sobre...        
rebarba rebarba

Rodrigo Strauss :: Blog

follow us in feedly

Alguém viu as especificações do XBOX360?

É de babar, e de pensar quando eu vou ter um micro com esse poder no meu desktop (ou quantas semanas o pessoal do Linux vai demorar para portar e hackear). Olhem só alguns detalhes da máquina:

Xbox 360 System Performance Specifications

Custom IBM PowerPC-based CPU
  • Three symmetrical cores running at 3.2 GHz each
  • Two hardware threads per core; six hardware threads total
  • VMX-128 vector unit per core; three total
  • 128 VMX-128 registers per hardware thread
  • 1 MB L2 cache
Memory
  • 512 MB of 700 MHz GDDR3 RAM
  • Unified memory architecture

Algo me diz que todos os projetos de computação distribuída (inclusive o meu se eu tiver tempo) serão portados para o XBOX360, já que os videogames são mais baratos do que os computadores, e nesse caso específico mais poderoso que um PC comum. Isso também prova que os computadores poderiam ser mais baratos, já que um computador com essas especifícações custa muito mais que um videogame (eu duvido que esse XBOX vá custar mais do que US$ 399,99).

Além disso, teremos um videogame multicore e com suporte a 6 threads simultâneas, o que fará que os desenvolvedores de jogos comecem a explorar o uso de múltiplas threads, o que não é feito hoje. Assim, como os jogos para XBOX são feitos em DirectX (C++ e COM) e "quase compatíveis" com um PC, os jogos feitos para aproveitar o poder do XBOX também aproveitarão o poder dos PCs com múltiplos processadores e com multicores/hyperthreading, o que acaba por melhorar a qualidade dos jogos para PC também. Atualmente ter dois processadores não melhora o desempenho da maioria dos jogos, já que eles são single threaded.

Para mais detalhes, veja a especificação completa liberada pela Microsoft. O último videogame que eu tive foi um SuperNES, a muuuuito tempo atrás. Acho que esse eu vou ser obrigado a comprar...


Em 13/05/2005 13:08, por Rodrigo Strauss


  
 
 
Comentários
Raven | e-mail | em 13/05/2005 | #
Cada dia que passa, a Microsoft esta mais perto de conseguir criar sua "central de entreterimento", e o XBOX eh a prova disso.
Guima | website | em 13/05/2005 | #
Poder de processamento muito impressionante mesmo cara :)

Estou esperando em breve poder comprar uma máquina com Pentium D ou Athlon X2 assim que estiverem disponíveis a preços razoáveis, o que não deve demorar muito.

O que eu acho mais interessante Rodrigo é que nós desenvolvedores, particularmente de C++, estamos entrando numa fase de mudanças significativas com a introdução dos processadores de 64 bits e multicore quase simultaneamente. Alguns "trabalhos" derivados dessa mudança que eu vejo:

- portar programas C/C++ de 32 para 64 bits...na esmagadora m,aioria dos casos não será só recompilar !

- importância muito maior no projeto e escrita de aplicações com uso de multithreading

- em breve deve haver mudanças nos compiladores para prover facilidades para programação multithreading e gerenciamento de recursos compartilhados, depuração, etc

...e outras coisas mais.

Abraços
Rodrigo Strauss | website | em 13/05/2005 | #
Sim, o multithread agora será um diferencial imenso. O VC8 já tem suporte a OpenMP, mas isso ainda é pouco.

Eu sinceramente não consigo ver nada mais automático em multithread do que uma classe hand-made com um CRITICAL_SECTION.
Gomes | em 13/05/2005 | #
Eu tenho um X-Box aqui em casa e acho uma merda. Acho muito pouco provável eu comprar um X-Box 2. Meu X-Box já está com uma grossa camada de poeira, talvez em um futuro distante eu resolva fazer um mod e ver como fica o Linux nele.

Mas em termos de game, eu estou de olho no Playstation 3, que vai usar um chip revolucionário denominado CELL. http://news.bbc.co.uk/1/hi/technology/4242447.stm


Esses dias eu estava lendo uma matéria de um cara fodidão em computação, no jornal O Estado de São Paulo (parte de Economia, que alias é onde ficam as melhores matérias de informática) e tinha uma matéria muito boa sobre o futuro dos computadores no qual ele falava que a tendência dos computadores é "acabar". Parece piada, mas lendo a matéria eu acabei concordando com ele, no qual alega que um dos futuros ramos que matará o computador será o video-game.

Rodrigo Strauss | website | em 13/05/2005 | #
Eu não sei, não comprei videogame porque achei que não tinha tempo. Mas ultimamente eu cheguei a conclusão de que você sempre tem tempo para diversão, se não tem deve arrumar um. Não quero chegar com 40 anos e descobrir que joguei minha vida fora só trabalhando. :-)

Eu jogo XBOX na casa de um amigo meu de vez em quando, e gosto bastante, principalmente do BurnOut3.

Eu já li bastante sobre o cell, tem dois artigos ótimos sobre ele no ArsTechnica ( http://arstechnica.com/articles/paedia/cpu/cell-1.ars)

E quanto à essa velha história de que o PC vai acabar, eu ouço isso desde que eu comecei a mexer com computadores. Sou muito cétido sobre isso , e principalmente sobre esses colunistas (como o Dvorak da PCMAG/Info, que eu acho um mané) que ficam brincando de Mãe Dinah. Qual seria a revolução do video-game que o faria tomar o lugar do computador? Imagine só, daqui a dez anos, você chegando em uma empresa para trabalhar e, ao invés de um PC, você encontrasse um Playstation 10. Bullshit...
Gomes | em 12/06/2005 | #
Hmmmm, me parece que chegarmos em uma empresa para trabalhar e encontrarmos um Play10 não está tão longe assim não. Pois acabei de ler(boato?) que o Play3 irá rodar Linux.

Gomes | em 12/06/2005 | #
http://www.gamespot.com/news/2005/06/09/news_6127219.html
hugo | em 25/02/2006 | #
da uma olhada aii
XBOX 360
Na parte técnica, os números do Xbox 360 são bastante robustos. A CPU do Xbox 360 é um IBM PowerPC com três núcleos simétricos, cada um rodando a 3.2Ghz. O processador gráfico de 500 Mhz foi desenvolvido pela Microsoft em parceria com a ATI, e possui 48 unidades de processamento paralelas. A memória total chega a 512MB e a memória principal chega a 22.4GB/segundos, o que permite uma perfomance de 500 milhões de polígonos por segundo (era 116.5 milhões por segundo no Xbox). Uma máquina de peso, por assim dizer.

Playstation 3
A SCE utilizará como mídia discos Blu-Ray, diferenciando-se de seus concorrentes, todos baseados na tecnologia DVD. Ela acrescenta que seu novo console será um drive Blu-Ray capaz de ler discos de 54 GB e que será compatível com uma lista de mídias (CD-ROM, CD-R/RW, DVD-Video, DVD-ROM, DVD±R). Também foi confirmado que o PlayStation 3 terá compatilibidade retroativa, ou seja, aceitará mídias para PSOne e PlayStation 2. Terá slots para Memory Stick Duo, um slot SD e um slot para memória compact flash. Acompanhará um slot para um disco rígido de 2,5", algo similar ao do Xbox 360. A Sony não mencionou se este será opcional ou virá com o console.

A SCE forneceu detalhes técnicos de seu console. O PlayStation 3 trará recursos do processador Cell, o qual trabalhará a 3.2 GHz, gerando no conjunto do sistema 2.18 Teraflops de performance global. Vem equipado com 256 MB de memória principal XDR a 3.2 GHz e 256 MB de GDDR VRAM a 700 MHz.

A Sony revelou também o processador gráfico do PS3, o RSX "Reality Synthesizer" baseado na tecnologia NVIDIA. O GPU tem a capacidade de precisão de pixels de 128 bits e resolução de 1080p para proprietários de HDTV, dentre outras. O RSX também tem 512 MB de memória gráfica de renderização e é capaz de gerar 100 bilhões de operações de "shader" e 51 bilhões de pontos por segundo. Possui mais de 300 milhões de transistores, ultrapassando qualquer GPU disponível no mercado e é fabricado em tecnologia de 90 nm com oito camadas de metal. A Sony alega que o RSX é mais poderoso que duas GeForce 6800 Ultra em modo SLI, cujo custo seria por volta de $1.000.

O PlayStation 3 trará alguns recursos multimídia como vídeo chat, acesso à Internet, visualizador de fotos digitais, áudio e vídeo digitais. Falando em vídeo, o chefe técnico da SCE, Masa Chatani mostrou as funções de vídeo panorâmico do console. Haja visto que ele tenha duas saídas HDTV, é possível colocar lado a lado, duas HDTVs projetando vídeo em uma tela 32:9 extra-widescreen. Seria algo como versão gigante do Nintendo DS, na qual a saída dupla de vídeo sempre proporcionando uma visão estendida do jogo, com a ação em uma tela e informações ou video chat na outra.

Externamente, o PlayStation 3 terá a capacidade de suportar 7 controles Bluetooth (sem fio) com autonomia de energia de 24 horas. As fotos abaixo, mostram que o controle possui formato de bumerangue. Terá também 6 slots USB 2.0 para periféricos: quatro na frente e dois atrás. Como nos boatos, ele terá conectividade Wi-Fi com o PSP, podendo este último ser utilizado como um controle remoto.

PROCESSADOR PRINCIPAL (CPU):
· Processador Cell baseado no "core" PowerPC à 3.2 GHz
· 1 unidade vetorial VMX por núcleo
· 512 KB cache L2
· 7 x SPE à 3.2 GHz
· 7 x 128b 128 SIMD GPRs
· 7 x 256 KB SRAM para SPE
· 1 de 8 SPEs reservados para redundância
· Desempenho total de pontos flutuantes: 218 GFLOPS
PROCESSADOR GRÁFICO (GPU):
· GPU RSX (300 milhões de transistores, 90 nm)
· Desempenho total de pontos flutuantes: 1.8 TFLOPS
· Full HD (até 1080p) x 2 canais
· Shader pipelines de ponto flutuantes programáveis
· Sound Dolby 5.1 canais, DTS, LPCM, etc. (processamento baseado no Cell)
MEMÓRIA
· Memória principal: 256 MB XDR RAM a 3.2 GHz
· Memória de vídeo: 256 MB GDDR3 VRAM a 700 MHz
· Taxa de transferência principal (RAM): 25.6 GB/s
· Taxa de transferência principal (VRAM): 22.4 GB/s
· RSX: 20 GB/s (escrita) + 15 GB/s (leitura)
· SB 2.5 GB/s (escrita) + 2.5 GB/s (leitura)
DESEMPENHO DE PONTOS FLUTUANTES DO SISTEMA
· 2 teraflops
ARMAZENAMENTO:
· HDD de 2,5" destacável, slot HDD x 1
· Conexão I/O: USB 2.0 frontais x 4, USB 2.0 traseiros x 2
· Memory Stick Standard/Duo, PRO x 1
· Padrão SD/mini x 1
· CompactFlash (Tipo I, II) x 1
COMUNICAÇÃO:
· Ethernet (10BASE-T, 100BASE-TX, 1000BASE-T) x 3 (1 entrada + 2 saídas)
· Wi-Fi IEEE 802.11 b/g
· Bluetooth 2.0 (EDR)
· Suporte a 7 controles Bluetooth
· USB 2.0 (wired)
· Conectividade Wi-Fi (PSP)
· Rede (através de IP)
SAÍDA ÁUDIO E VÍDEO
· Resoluções de 480i, 480p, 720p, 1080i, 1080p
· Saída HDMI x 2
· AV multi out x 1
· Digital out (ótico) x 1
MÍDIAS SUPORTADAS
· CD
· PlayStation CD-ROM
· PlayStation 2 CD-ROM
· CD-DA
· CD-DA (ROM)
· CD-R/RW
· SACD híbrido (camada CD)
· SACD HD
· DualDisc (lado de áudio)
· DualDisc (lado de DVD)
· PlayStation 2 DVD-ROM
· PlayStation 3 DVD-ROM
· DVD-ROM
· DVD-R/RW
· DVD+R/RW
· Disco Blu-ray
· PlayStation 3 BD-ROM
revolution
Pelo que parece, o console será equipado com 1 núcleo de processamento IBM PowerPC de 2,5 GHz, cache L1 de 256KB, cache L2 de 1MB e talvez um cache L3 também. 256MB de 1T-SRAM para uma GPU ATI RN520 de 600MHz, que suporta resolução de até 2048x1268. O suporte ao HD ainda está sendo decidido. A memória principal do Revolution será 1T-SRAM de 512MB e 700MHz. Haverá uma Physical Processing Unit (PPU), de 32MB, que auxilia no processamento da CPU e da GPU.

Se compararmos essas especificações com as do PS3 e do Xbox 360, fica claro que o Revolution terá uma menor capacidade de processamento, mas sabendo do foco da Nintendo na jogabilidade e nos novos conceitos de jogo, é de se esperar que isso realmente aconteça.


Algo a dizer?
Nome:


Site:


E-mail:


Escreva o número vinte e seis:


 Não mostre meu e-mail no site, não serve pra nada mesmo...

Comentário





Os comentários devem ser sobre assuntos relativos ao post, eu provavelmente apagarei comentários totalmente offtopic. Se quiser me enviar uma mensagem, use o formulário de contato. E não esqueça: isso é um site pessoal e eu me reservo o direito de apagar qualquer comentário ofensivo ou inapropriado.
rebarba rebarba
  ::::