logo
Contato | Sobre...        
rebarba rebarba

Como ser um programador

Por Rodrigo Strauss
Introdução

Há alguns meses atrás eu escrevi um artigo sobre como ser um bom programador. Só que, antes de ser um bom programador, é necessário ser um programador, e várias pessoas têm vontade de entrar na área mas não sabem como.

Vou dar algumas dicas e falar sobre requisitos que eu julgo necessários para alguém virar um programador. Não se esqueça que minha opinião é tendenciosa, já que é mais do que óbvio que essas dicas acompanhem os sucessos e erros que eu tive desde que comecei a programar. Para ser um bom programador você precisa ler e estudar bastante. Então comece isso já, lendo esse artigo e tudo mais que você encontrar sobre o assunto. Assim, você terá informações suficientes para traçar um caminho e seguí-lo.

Para ser um programador você precisa estudar, basicamente. Depois de estudar e absorver essa quantidade gigantesca de informações, você vai começar a aplicá-la, e aprender como aplicar tudo que você aprender. Bom, eu não vou ficar escrevendo sobre teoria e prática, acho que todo mundo já ouviu muito sobre isso. Estude muito e programe muito, é a fórmula (nada mágica) para ser um programador. Se você não gosta de ler e de estudar, acho melhor encontrar outra profissão...

Arrume um computador

Arrumar um computador não significa comprar um. Essa é a melhor das soluções, mas não é possível para algumas pessoas, geralmente por limitações financeiras. Se você não pode comprar seu próprio computador, consiga algum que você possa usar. Pode ser o de um amigo, de uma biblioteca, da sua escola, da faculdade, ou até o de uma lan house. Você precisa arrumar algum computador onde você consiga instalar uma ferramenta de programação. Existem alguns ambientes de desenvolvimento (como o Visual C++ 6.0) que rodam sem instalar, é só copiar. Mas a grande maioria precisa de instalação, o que é complicado em alguns ambiente (lan houses por exemplo).

Você não precisa comprar um computador de última geração. Você pode arrumar um Pentium 100 Mhz com 64MB RAM e 4GB de HD. O Visual Studio 6 (sim, estou sendo tendencioso) roda em uma máquina dessas sem problemas, contanto que ela esteja bem configurada. Eu usei durante muito tempo um Pentium 100 Mhz com 96MB RAM e Windows 2000 para programar em Visual Basic 6 e Visual C++ 6. Até 6 meses atrás eu usava um Pentium III 600 Mhz com 256MB RAM para programar em Visual C++ 7.1 (VS.NET). Computador lento não é uma desculpa válida para não programar. Se você só tiver um 486 com DOS, instale um Turbo C++ da Borland ou um Linux Debian sem KDE/Gnome e use o gcc.

Quando eu comecei a programar (com 12 anos de idade), eu não tinha computador. Eu usava os computadores do polo computacional da UNESP de Botucatu, onde eu trabalhava cuidando das mesas de pebolim do Centro Acadêmico em troca de uma cesta básica. Como eu não tinha computador em casa (muito menos dinheiro para comprar um), então sempre que eu podia eu dava uma passada por lá para fuçar, principalmente no GW-BASIC. Eu não pensava nisso como um profissão, para mim era uma diversão, assim como era jogar video game (Eu falei mais sobre isso no post "Por que você programa?"). Era legal fazer um loop chamando CIRCLE do BASIC e ver uma "lua" crescendo na tela. Era como um jogo, onde o objetivo era vencer a complexidade da linguagem de programação (que é grande para um iniciante). E é o jogo mais divertido de todos, já que ele é tão flexível que você pode usá-lo para fazer seu próprio jogo... :-)

Antes de começar a programar

Se antes de ser um bom programador você precisa ao menos ser um programador, antes de ser um programador você precisa ser ao menos um bom usuário. Resumindo: antes de programar, é bom que você conheça todas as opções do Painel de Controle e saiba mexer nelas sem problemas. Se você tem dificuldade para configurar uma impressora ou para criar um usuário no Windows XP, é bem capaz que você tenha mais dificuldade do que o normal para programar, já que você estará programando uma máquina com a qual você não sabe lidar.

Estude o Registro do Windows e entenda como as mudanças nos dados que estão nele refletem nas configurações e no comportamento do sistema. O Registro é uma das chaves para entender bem o funcionamento do Windows, já que todas as configurações do próprio Windows e dos aplicativos são gravadas nele. Se tiver acesso a uma rede, entenda como ela funciona. Entenda como você acessa arquivos que estão em máquinas diferentes e como funciona a autenticação dos usuários na rede. Isso vai te ajudar a ter noções de permissões e segurança de rede. Instale impressoras, scanners, softwares, instale de tudo. Arrume o micro dos amigos - todo fuçador que virou programador fez muito disso. Isso ajuda a te expor a diversas situações que não acontecem no micro da sua casa ou da faculdade. Se você ferrar o micro do seu amigo ou tio, paciência. Ninguém mandou ele deixar você mexer ao invés de contratar um profissional e pagar por isso. Eu também ferrei algumas máquinas quando estava começando...

Tente descobrir como as coisas funcionam e os motivos para funcionarem dessa forma. A maior virtude de um programador é a curiosidade, querer saber como as coisas funcionam. Mexa no Windows (ou Linux), instale programas, configure, mexa. Não funciona mais? Formate e instale tudo novamente. Quanto mais você fizer isso, mais chegará perto do dia onde você não precisará mais formatar (sim, isso é possível), pois saberá diagnosticar o problema e resolvê-lo.

Começando a programar

A primeira coisa que precisamos escolher quando vamos começar a programar é a linguagem de programação. A verdade é que, não importa a linguagem, e sim o seu empenho. Como algumas linguagens precisam de mais empenho do que outras, a escolha da linguagem, na realidade, emprega o papel psicológico de exigir mais ou menos empenho. Entendeu? :-)

Eu comecei a programar usando BASIC, depois fui para o Visual Basic 3/4/5/6 e para o Clipper. Até essa época, programação para mim era só uma diversão. Quando eu comecei a ganhar dinheiro (muito pouco) para me divertir (programar), eu usava somente o Visual Basic, e depois ASP. Quando eu vi que o VB estava ficando muito limitado para mim, eu comecei a estudar C++ e Win32. Essas mudanças de linguagem foram muito naturais para mim, e acredito que sejam para a maioria das pessoas.

É muito difícil indicar uma linguagem para iniciantes. Eu recomendaria o C++ por ser a minha linguagem preferida, mas acho um pouco complicada para iniciantes. Eu comecei pelo BASIC e por isso eu tendo a indicá-lo. O problema é que o VB 7.0 (ou VB.NET) é muito diferente do BASIC original, é mais complicado, e o propósito original da linguagem - ser uma linguagem para iniciantes - foi completamente deturpado pela Microsoft. O Java está sendo ensinado em muitas faculdades, e o C# está ganhando mercado rapidamente.

Qual a melhor linguagem de programação para iniciantes? Qualquer uma.

Uma boa forma para escolher uma linguagem é pela quantidade de informação disponível que você encontrar, ou pela necessidade do momento. Você arrumou um livro de Java? Estude Java. Está fazendo uma página web e quer melhorá-la usando JavaScript? Estude JavaScript.

(Antes que eu me esqueça: VBScript e JavaScript são linguagens de programação. HTML não é linguagem de programação. Quando você quiser sacanear alguém chame-o de "programador de HTML". :-)

A escolha da linguagem inicial não é tão importante quanto parece. Como você não sabe programar e não conhece o mercado, existe uma grande possibilidade de você mudar de linguagem depois que você tiver mais experiência, seja pela conveniência ou pelo fator de mercado (eu já escrevi sobre isso). Você só vai poder escolher qual linguagem você vai usar profissionalmente quando você for pelo menos um projeto de profissional. Muitas pessoas continuam na carreira com a linguagem que começaram, mas muitas pessoas (como eu) mudam.

A coisa mais importante para aprender alguma coisa é conseguir informações sobre aquilo que se está estudando, e com programação não é diferente. Hoje em dia isso não é necessariamente um problema, já que tem muita informação sobre programação na Internet (até porque ela é feita por programadores). Aprenda a usar o Google, conheça os sites que têm informação sobre a linguagem que você está aprendendo e, o mais importante: consiga livros. Note que eu disse "consiga" e não "compre". Quando eu comecei eu não tinha grana para comprar livros, eu pegava emprestado de alguém ou de uma biblioteca. Os livros são MUITO importantes, eles permitem um aprendizado bem mais rápido do que usando tutoriais de Internet. Use os tutoriais enquanto não arrumar livros (não use isso como desculpa), mas tente arrumar alguns o mais rápido possível.

Uma boa forma de começar a programar é fazer uma faculdade ou um curso técnico na área. Existem faculdades gratuitas (USP, UNICAMP, UNESP e Federais) e as pagas, e existem vários cursos técnicos gratuitos (no Estado de São Paulo tem o Centro Paula Souza). Um curso técnico ou superior resolve muitos problemas, como o acesso a livros e à Internet, computadores com ferramentas de programação já instaladas e pessoas para tirar suas dúvidas ou estudar com você. Se você não pode pagar uma faculdade ou não tem curso técnico na sua cidade, não use isso como desculpa. Eles podem ajudar, mas não são essenciais. Eu aprendi programação sozinho e conheço MUITA gente que começou dessa mesma forma.

Depois que você souber alguma coisa, arrume um emprego em uma empresa de informática. Pode ser qualquer empresa, pequena ou grande, perto ou longe. Trabalhando na área você terá muito mais contato com situações diferentes das que você está acostumado. Se você der sorte, seu chefe vai mandar você programar, e ainda vai te pagar por isso! Afinal, era esse o objetivo, não era?

Desculpas mais comuns para não programar

Muita gente diz que quer virar um programador, mas diz que não consegue por algum motivo. Eu acho que o problema tem que ser muito sério para alguém se dizer impossibilitado. Se você não tem tanta vontade assim de programar, tente trabalhar na área que você gosta. Não fique insistindo nisso porque alguém falou que a área de informática dá dinheiro, ou que sendo programador você conseguirá mais mulheres. Até porque a parte das mulheres é mentira.

Vamos às desculpas mais comuns:

Falta de dinheiro

Essa é uma das mais comuns e a mais furada de todas. Eu não precisei de dinheiro para começar, e conheço muita gente que não precisou. Muitas pessoas da área de informática nunca tiveram dinheiro, só foram ganhar bem depois de entrar na área. Você acha que, se eu tivesse dinheiro para ter um carro com 18 anos, eu passaria madrugadas na frente do computador? Com certeza eu passaria as madrugadas com meus amigos, e mais importante, com muuuitas amigas :-) Só que hoje eu provavelmente seria mais um mané recém-saído de uma UNI[coloque-alguma-coisa-aqui] procurando estágio.

Historinha: Um amigo meu fez técnico em mecânica no SENAI, mas ele gostava mesmo era de computadores e de programar. Depois que ele se formou, ele conseguiu um emprego em uma fábrica de sei-lá-o-que, para ganhar algo próximo de um salário mínimo. Impossível comprar um computador com esse salário, não é? Não, não é. Depois de passar quase um ano comendo arroz e carne com batatas TODOS OS DIAS para economizar dinheiro, um belo dia ele tinha um 386 em casa. Quando ele falou para os colegas da fábrica que ia comprar um computador, todos riram dizendo que isso era impossível comprar um com o salário ridículo que ele ganhava. Mal sabiam eles que ele já tinha comprado o computador.

Falta de tempo

Todo mundo tem tempo, é só se dedicar. Se você pega ônibus para ir ao trabalho, leia no ônibus. Trabalha de balconista? Leia enquanto não tem clientes para atender. Quando seu chefe perceber que você arruma os computadores da empresa melhor do que o cara da manutenção, é bem capaz que você deixe de ser balconista. Eu sempre estudei programação mas nunca deixei de ter vida social, sempre saí com meus amigos, tocava em uma banda, viajava, etc. Pode parecer mentira para quem lê esse artigo e não me conhece, mas eu estou bem longe do estereótipo de nerd. Nem óculos eu uso...

"É muito complicado"

Você é um homem (ou mulher) ou um rato? A vida é sua, você tem a opção de arrumar um emprego de balconista e ficar lá até o resto da sua vida (ou até eles te trocarem por uma máquina). Não precisa ser um gênio para ser programador. Se você conhecesse alguns programadores que eu conheço, você veria que qualquer zé mané pode fazer isso...

Idade

Você tem mais de 30 anos? Mais de 40? Mais ainda? Se seu cérebro ainda funciona, a idade não importa. Talvez atrapalhe na hora de encontrar um emprego na área, mas aí já é outro assunto. Idade não é desculpa.

A mais ridícula de todas: "Eu não fiz faculdade de informática"

Essa é a pior. A maioria dos bons programadores que eu conheço não fizeram faculdade na área, e faculdade na área NÃO É NECESSÁRIO. Tudo que você precisa é de um computador e livros (uma conexão com a Internet ajuda bastante). Uma boa faculdade ajuda, mas não é essencial. Dependendo da área que você atuar, talvez você sinta necessidade da base de matemática que você aprende na faculdade. Mas programação se aprende lendo e programando. As UNI-qualquer-coisa da vida estão cheias de professores ruins. É muito melhor ler um livro do que ouvir um "professor" (que leu UM livro nas férias só para dar aula) que não entende quase nada do assunto.

Note que eu não disse para não fazer faculdade. Se você puder fazer uma faculdade boa, é uma ótima forma de aprender e entrar na área. Se você vai fazer uma faculdade fraquinha, tubo bem também, pelo menos você vai ter acesso à Internet e à uma biblioteca com livros de programação.

Resumindo

Tudo que você precisa é ter vontade de programar. Não entendeu alguma coisa que eu escrevi? Não sabe nem o que é registro? Não pergunte sobre isso nos comentários do artigo, deixe de ser preguiçoso e procure no Google. Vá atrás das informações e aprenda mais e mais. Ler e programar, é simples assim.

Leia os outros artigos que eu escrevi, eles também podem te ajudar. Leia TUDO que você encontrar sobre informática e programação, desde revistas até sites de hardware. Continue estudando e programando, com certeza você se tornará um bom programador.

rebarba rebarba
  ::::